Postagens

Mostrando postagens de julho, 2016

Postagem em destaque

A incrível velocidade do Go

Imagem
Um dos motivos que gosto do Go (a linguagem de programação, não o jogo), é que ele é extremamente rápido. E não estou falando de utilizar goroutines pois aí é covardia. Estamos migrando um sistema de Coldfusion para Go e PHP e uma das rotinas insere um registro no banco de dados no início e outra no fim do processo. Pense como se fosse um log, mas um log específico para essa rotina. Dessa forma: 2023-05-18 17:45:03. 687     ... [processaImagem] Incorporando imagem 2023-05-18 17:45:03. 688     ... [processaImagem] Imagem incorporada Entre o inicio e o final do processamento levou 1ms. Até aí, tudo bem, se não fosse o fato dessa tabela ter o campo timestamp como parte da chave primária. Se reparar, o tempo é definido em milissegundos. Com o Coldfusion esse processo dura cerca de 20ms. Simplesmente migrando para Go, o tempo caiu muito, para menos de 1ms e assim, começou a dar erro de chave duplicada. A solução? Depende, sempre depende. No nosso contexto, a mais simples foi feita, pois nã

Toque de celular

Há muito tempo (uns 2 ou 3 anos - o que em tecnologia é uma eternidade), era normal ter um toque de celular bem brega   chamativo inovador: hino do clube, hit musical do momento, ou outra aberração qualquer. Já repararam que atualmente quase não se ouve mais os toques de celular? Quando tocam, ou estão no silencioso ou no vibracall (esse termo ainda é usado!?). Acredito que seja porque as pessoas usam os aparelhos cada vez menos para realizar chamadas telefônicas tradicionais ou (muito improvável) as pessoas agora tem mais bom gosto que 2 ou 3 anos atrás.

Radar na BR 101, Sul, KM 176

Imagem
Encontrei um novo radar na BR 101, Sul, km 176. Ele está localizado à direita, logo após a ponte do rio Inferninho, próximo ao trevo de Gov. Celso Ramos. Sexta-feira, 15/07, não havia notado, mas ontem, 18/07, já estava ali. Em tempo: a velocidade máxima ali é 100 km/h.

Impressões sobre o Doom para Xbox One

Imagem
Review e primeiras impressões Como não poderia deixar de ser o jogo apresenta gráficos impressionantes mas a lista (de um item só) de prós acaba aí! Antes mesmo de dar o primeiro tiro, tive que pausar o jogo e modificar uma opção de tela que fazia com que ela "borrasse" ao virar para um lado ou outro. Parece que se está bêbado. O jogo é confuso em alguns momentos, com controles que não foram pensados direito para o usuário. Se você jogava o Doom antigo, principalmente no PC, vai notar a clara diferença com relação ao atual. Um exemplo é que ao segurar o botão que troca de arma, aparecem as armas disponíveis mas para mudar temos que usar um dos direcionais em conjunto e fica inviável de fazer isso na correria! Mas o jogo já começa quente, vc já sai mandando bala! Com arma na mão e atirando, os "monstrinhos" surgem do nada como se fossem teletransportados o que dá um ar de que nunca vai acabar e gera uma frustração. Em alguns momentos você se sente fei