Postagens

Mostrando postagens de dezembro, 2013

Postagem em destaque

A incrível velocidade do Go

Imagem
Um dos motivos que gosto do Go (a linguagem de programação, não o jogo), é que ele é extremamente rápido. E não estou falando de utilizar goroutines pois aí é covardia. Estamos migrando um sistema de Coldfusion para Go e PHP e uma das rotinas insere um registro no banco de dados no início e outra no fim do processo. Pense como se fosse um log, mas um log específico para essa rotina. Dessa forma: 2023-05-18 17:45:03. 687     ... [processaImagem] Incorporando imagem 2023-05-18 17:45:03. 688     ... [processaImagem] Imagem incorporada Entre o inicio e o final do processamento levou 1ms. Até aí, tudo bem, se não fosse o fato dessa tabela ter o campo timestamp como parte da chave primária. Se reparar, o tempo é definido em milissegundos. Com o Coldfusion esse processo dura cerca de 20ms. Simplesmente migrando para Go, o tempo caiu muito, para menos de 1ms e assim, começou a dar erro de chave duplicada. A solução? Depende, sempre depende. No nosso contexto, a mais simples foi feita, pois nã

Fim dos tempos

Sabe aqueles filmes pré-apocalípticos, que o sujeito vai para um supermercado e está aquele caos? Quem quiser ver ao vivo é só entrar num supermercado aqui em Balneário Camboriú: estacionamento lotado, prateleiras vazias, carrinhos abarrotados de mantimentos, gritaria, correria... Enfim, cena de filme, mesmo.

Presente de Natal (atrasado) da Samsung

Neste exato momento estou recebendo um pacote de atualização da Samsung de 451 MB. Imagino que seja o tão esperado Android 4.3, o Jelly Bean, para o S3.

O Natal, produtos de baixa qualidade e o jogo dos sete erros

Existem alguns brinquedos que são caros mas valem a pena. Já outros são como a Barbie Fashion Store, ou em bom português, Caixa Registradora da Barbie. Parece um jogo dos sete erros: Som horrível; Microfone de péssima qualidade; Português traduzido, quando muito, pelo Google Translator; Tamanho do cabo ridículo (50 cm); Fone de ouvido que só cabe mesmo na cabeça da Barbie; Cartão de crédito feito de papelão que com duas horas de uso já apresenta sinais de desgaste; Teclado de baixíssima qualidade. Tudo isso por R$ 299,90! Muito justo, não? Mas o que esperar de uma empresa que tem essa página no Facebook e esse perfil no Twitter ? Acho que eles não levam o consumidor a sério... O pior é que a criança não vê esses defeitos, para ela tudo é mágico, ainda mais na noite do Natal.

As 11 regras de Bill Gates e a minha única regra

Todo mundo já deve ter lido o texto abaixo ou alguma variante: Num discurso de 10 minutos perante uma plateia de estudantes do ensino secundário, Bill Gates enunciou 11 mandamentos para que os jovens sobrevivam no mundo real e para que o sistema de ensino se torne eficaz. Vale a pena partilhar as 11 regras do gênio Bill que estimulam a nossa reflexão. 1. A vida não é fácil; acostumem-se a isso. 2. O mundo não está preocupado com a sua auto-estima. O mundo espera que vocês façam alguma coisa útil por ele antes de vocês se sentirem bem consigo mesmos. 3. Vocês não vão ganhar 10 mil dólares por mês assim que saírem da Universidade. Vocês não serão diretores de uma empresa com carro e telefone à disposição, antes de terem conseguido comprar o seu próprio carro e telefone. 4. Se vocês acham que os seus professores são rudes, esperem até terem um chefe. Ele não vai ter pena de vocês. 5. Vender jornais velhos ou trabalhar nas férias não está abaixo da sua posição social. Os seus

Visita inesperada

No final nos anos 80, início dos anos 90, estávamos no apartamento da minha vó materna, quando de repente, uma amiga interfona dizendo que estava na portaria e veio fazer uma visita. Tudo estaria bem, se ainda não estivéssemos sentados à mesa, após aquela macarronada que só as vós sabem fazer. Detalhe: tínhamos voltado da praia, e as cadeiras de praia estavam aparecendo na sacada; as toalhas de banho estamos penduradas na cadeira; a mesa e a cozinha estavam uma bagunça. E não, não foi após esse evento . Sei apenas que a vó queria causar boa impressão. O que fizemos? Bom, para ganhar um pouco de tempo, ela desceu para "enrolar" a visita. Enquanto isso, todos nós fizemos um multirão maluco e por incrível que pareça conseguimos deixar o apartamento como novo em menos de 2 minutos (foi uma correria danada, mas valeu a pena). Se você não tem um monte de pessoas para te ajudar num caso desses, sugiro a leitura deste artigo da Efetividade.net:  Emergência: como fazer a casa pa