Postagens

Mostrando postagens de Março, 2013

Como ler o Diário Catarinense

Final de semana prolongado chegando e você sem poder ler o Diário Catarinense no site, porque está recebendo uma tela pedindo o login e senha ao ler uma notícia do Diário Catarinense ? Saiba que é bem fácil contornar esse problema, basta bloquear os cookies para o site  http://diariocatarinense.clicrbs.com.br . Como o bloqueio dos cookies depende do navegador que você está usando, escolha um dos tutoriais abaixo: Chrome Internet Explorer Firefox Outra maneira é abrir o link numa janela com navegação anônima. Mais uma vez, depende do navagador: Chrome. Clique com o botão da direita no link desejado e selecione "Abrir link em janela anônima". Internet Explorer. Clique em Ferramentas > Navegação InPrivate. Abra/digite o link desejado. Firefox. Clique em Ferramentas > Iniciar navegação privativa. Abra/digite o link desejado. Aproveite enquanto esses métodos estão funcionando, pois nada impede que eles alterem isso.

Diário Catarinense, agora só pagando

Imagem
Primeiro foi o app Diário Catarinense que passou a ser pago. Agora o próprio site também passou a bloquear as notícias depois de atingir um limite mensal (que não é informado) e você recebe a agradável telinha abaixo: Não se deixe enganar: R$ 4,90 mensais já acho caro - e é apenas nos dois primeiros meses, pois depois vai para módicos R$ 29,90. Se fosse R$ 4,90 uma única vez, acharia um preço razoável. Não que eu seja contra cobrar pelo uso. Longe disso. Mas eu só pago pelo que vale a pena e quando o preço é justo. Não tem mais jeito: Diário Catarinense, seja via app ou via site, só pagando. Ah, já desinstalei o meu app, e você?

Como fazer sua bateria de celular durar 3 dias

Imagem
Não me considero um heavy-user , mas sempre pensei que as baterias dos smartphones não durassem muito, mesmo para pessoas "normais". Mas felizmente (ou seria, infelizmente?) descobri que elas duram sim. No sábado tirei meu smartphone da tomada às 07:00 e às 21:15 ainda restavam 73%. Ou seja, se você não usar, não vai faltar. Para conseguir essa proeza, foi preciso eu estar num veleiro e deixar o smartphone dentro da mochila na cabine. Não peguei nem para tirar foto. Afinal, estava muito ocupado segurando uma latinha de cerveja. Mas não tem jeito mesmo. Pois as facilidades que os smartphones nos trazem, fazem com que os utilizemos cada vez mais. Seja para ver o trânsito, a previsão do tempo, os emails, o Twitter, o Facebook, ...

Wabbers

Fui experimentar um app chamado Wabbers que mostra a situação do trânsito, exatamente como o Waze  faz.  Mas não gostei de algumas coisas, não sei se porque já estou habituado com o Waze ou porque o app é inferior mesmo ou porque eu não soube utilizá-lo. O primeiro ponto negativo é você não poder traçar sua rota. O app traça a rota automaticamente à medida que você dirige e não deixa você indicar qual o início nem qual é o final. Outro ponto negativo é que ele não possui tantos usuários. Aliás, ontem no final da tarde entre Florianópolis e Balneário Camboriú, não vi nenhum. Provavelmente com  o tempo essa situação irá melhorar, mas até chegar ao nível do Waze no Brasil (que conta com cerca de 1,5 milhão de usuários) vai demorar. Por fim, algo que me desagradou muito. Depois terminar o meu trajeto, fui olhar o app em casa, com calma. E para minha surpresa o tempo gasto foi de 11 minutos (na verdade foi pouco mais de 1 hora) e a quilometragem total foi de 8 km (foram 77 km). Foi a

App do dia: DropSync

Imagem
Quem acompanha o blog deve ter percebido que volta e meia falo alguma coisa sobre backup. Veja por exemplo, esses posts:  Backup  e  Computação em nuvem é segura? O meu trauma a respeito do assunto remonta ao início dos anos 1990. Meu primeiro computador, com um HD de 20 MB (é MB mesmo, não é GB) pifou e eu, que estava começando a programar, perdi o código fonte de vários programas. Tive que refazer tudo. Desde aquela época, levo ao pé da letra a máxima: "backup nunca é demais". Afinal, quem quer perder a coleção de fotos da Kate Beckinsale? Por conta disso, vou falar sobre o app DropSync . Ele permite que você faça backups na nuvem e mantenha seus dispositivos (smartphone e/ou tablet) sincronizados. Uma das suas características é ter um visual limpo e ser de fácil configuração. Basicamente, você só precisa informar a pasta local (por exemplo: /sdcard/DCIM), a pasta remota (por exemplo: /Phone/Camera) e o método de sincronismo: download, upload, download/uplo

PRF com radar, na chuva

Ontem quando estava voltando da casa, embaixo de chuva, vi algo que me chamou a atenção: um policial rodoviário federal, posicionado com um radar, perto da Univali em Biguaçu. Portanto, se você acha que a polícia não usa radar em dias de chuva, abra o olho!

Tipos de motoristas

Imagem
Hoje em dia não tem como escapar. Basta tirarmos o carro da garagem que estamos sujeitos a todos os tipos de motoristas: 1. Tranquilos Não confundir com os roda-presa (vide abaixo). Os tranquilos são solícitos, educados e não incomodam ninguém, pois obedecem a sinalização, dando passagem quando solicitados, por exemplo. 2. Roda-presa Esse tipo de motorista é aquele que sempre anda na faixa da esquerda, em velocidade baixa. Adora ver uma fila atrás dele. Mesmo que o motorista de trás sinalize pedindo passagem ele não saí. Ele só acelera se o sujeito que está atrás tentar ultrapassar pela direita. Se por algum motivo qualquer você der sorte e ele for para a direita, pode ter certeza que ele vai te olhar feio quando você ultrapassá-lo. Imagine levar uma fechada de uma gata dessas! 3. Gatas Elas sempre têm a preferência e nunca estão erradas. Podem fazer a maioreos barbeiragens que ninguém reclama (só outras mulheres!). Sem mais comentários. 4.

Não acredite em tudo que ouve

Ontem ao pegar o carro para voltar para casa, fiz o que faço sempre: liguei o rádio para ouvir como estava a situação do trânsito. Logo vem a notícia: " Trânsito intenso na Av. Gustavo Richard ". Um esclarecimento: trabalho em Florianópolis, e a Av. Gustavo Richard dá acesso a ponte, na saída da ilha. Depois das 16:30 o normal é esta avenida estar congestionada. Então, em princípio, nenhuma novidade. O interessante é que eu estava parado num semáforo nessa avenida. Olhei para trás e vi, se muito, uns 10 ou 15 carros. Agora pergunto: o que leva um veículo de informação dar uma notícia dessas? Preguiça?  Falta de informação? Não sei, mas quem sai prejudicado é o ouvinte. Lembro do que um professor meu de História falava: " Sempre consulte mais de uma fonte. ". E é verdade, tanto que o Waze quanto o MapLink não mostravam qualquer sinal de lentidão, quanto mais de congestionamento. Logicamente o título do post também se aplica a tudo que se lê ou vê.

Problema no cartão SD

Depois do  caso do cartão SD somente para leitura , pensei que teria um período de, digamos, mais tranquilidade. Ledo engano. Alguns dias depois, o smartphone começou a travar (esse problema vem ocorrendo desde o caso do smartphone que desliga sozinho ). Entretanto, comecei a reparar que o cartão SD ficava desmontando e montando sozinho. Achei estranho. Então resolvi tirar o cartão e reinseri-lo. Não deu certo. Parti então para uma solução mais radical: copiei todo o conteúdo do cartão para o HD do notebook e formatei o cartão. Mas mais uma vez não funcionou. Resolvi então, trocar o cartão SD: peguei um de 8 GB e abandonei (temporariamente) o meu de 32 GB classe 10. E até o momento (já fazem 2 dias), tudo está correndo bem.

IFTTT: Coloque a internet para trabalhar para você

Imagem
O IFTTT é um serviço que permite você criar conexões entre canais (na nomenclatura do IFTTT um canal é um serviço ou site, por exemplo, Twitter, Facebook, Google+, Gmail, etc) de maneira bem simples. Por exemplo, imagine que você tenha um blog e que você deseje enviar um twit com a url de cada nova postagem. O IFTTT faz isso. Canais IFTTT IFTTT significa: IF THIS THEN THAT. Quando ocorre um evento (uma nova postagem no blog) então faça isso (envie um twit com a url da postagem). Depois de pronto ele é denominado de recipe.  O "this" é o trigger (evento que dispara a ação). Exemplos de triggers : uma nova foto no Instragram, uma nova mensagem do Facebook. Já o "that" é a ação tomada quando ocorre o trigger : enviar um email, gravar uma foto no Dropbox. Quando você começa a utilizar um canal pela primeira vez, é necessário ativá-lo. Que nada mais é, do que dar permissão de acesso para o canal. Dependendo do canal (o Blogger, por exemplo) é necessário fornece

Problema ao transferir arquivos grandes via FTP

Ao tentar enviar um arquivo de 3.3 GB via FTP eu comecei a receber as seguintes mensagens: Erro: Conexão terminada pelo servidor Erro: A conexão excedeu limite de tempo Erro: Transferência de arquivo falhou após transferir 688.914.432 bytes em 712 segundos Erro: Conexão terminada pelo servidor Erro: Could not write to transfer socket: ECONNRESET - Connection reset by peer Erro: A conexão excedeu limite de tempo Erro: Transferência de arquivo falhou após transferir 585.105.408 bytes em 772 segundos A primeira suspeita foi que o servidor de FTP tivesse um tempo limite (timeout). Conversando com o administrador do mesmo, isso foi descartado. Tentei mais algumas vezes mas sempre aparecia um erro desses. Não entendo muito de FTP, mas resolvi o problema alterando o modo de transferência de passivo para ativo. Na verdade a conexão ainda chegou a cair, mas pelo menos pude continuar o envio do arquivo do ponto que ele parou.