Bing vs Google: Segundo Round

Há cerca de dois anos, fiz um comparativo entre o Bing e o Google, no qual o Google levou uma pequena vantagem. Agora resolvi repetir o teste e o resultado? Bem, leia o artigo para descobrir.

Assim como no artigo original, fiz um teste baseado na quantidade e outro na qualidade. Logicamente, a qualidade é subjetiva.

1. Pesquisa por android
Bing:               149.000.000
Google:           863.000.000 (5,8x)

2. Pesquisa por iPhone
Bing:               153.000.000
Google:           978.000.000 (6,4x)

3. Pesquisa por AC/DC
Bing:               43.500.000
Google:           663.000.000 (15,2x)

4. Pesquisa por imagens de "cameron diaz"
Bing:               19.400.000
Google:           56.500.000 (2,9x)

5. Pesquisa por "greve dos correios"
Bing:               965.000
Google:           3.710.000 (3,8x)
Bing em vermelho, Google em azul. Quantidade em milhões.
Finalmente, as pesquisas por bing google dentro dos próprios mecanismos de busca.

6. Pesquisa por bing
Bing:               115.000.000 (1,4x)
Google:           83.000.000 

7. Pesquisa por google
Bing:               7.160.000.000 (2,5x)
Google:           2.830.000.000
Bing em vermelho, Google em azul. Quantidade em milhões.
Nos testes quantitativos o Google ganhou em 5 dos 7 testes realizados. A média é que uma pesquisa no Google retorne 5 vezes mais resultados do que no Bing. Interessante notar que nas pesquisas que o Bing ganhou, são aquelas com os próprios nomes dos mecanismos de busca (o que não quer dizer nada). Assim como no artigo de 2011, expressivo, mas não conclusivo. Pois mesmo com mais resultados, não quer dizer que seja melhor.

Já nos testes para avaliar a qualidade das respostas, fiz os seguintes testes:

1. Na pesquisa por AC/DC o Bing trouxe como primeiro resultado a página pt.wikipedia.org/wiki/AC/DC e o Google, www.acdc.com/br. Por isso meu voto para o Google. Resultado idêntico ao de 2011.

2. Já na pesquisa greve dos correios o Bing trouxe como primeira resposta uma notícia de 12/09/13 (http://bagarai.com.br/greve-dos-correios-nao-deve-afetar-os-servicos-da-estatal.html) e o Google uma de 18/03/14 (http://www1.folha.uol.com.br/mercado/2014/03/1427001-greve-dos-correios-acaba-servico-so-deve-ser-normalizado-em-abril.shtml). Ponto para ao Google. Este resultado difere do de 2011, onde ambos trouxeram respostas relevantes.

3. Tive então que pesquisar por assuntos, digamos, mais fundamentais: como gelar cerveja rapidamente. Vitória do Bing:  41.300 contra 24.900 do Google. Em 2011, houve um empate. Interessante que o total de resultados do Google caiu de 31.800 para 24.900.

4. Por fim, e mais importante, uma pesquisa de imagens de gatas asiáticas com a opção de SafeSearch desativada, é lógico. Ponto para o Google. Comparem:
Gatas asiáticas - Bing
Gatas asiáticas - Google
Nos testes qualitativos, vitória para o Google (3 a 1), diferente de 2011 quando houve um empate técnico. 

Veredicto final: Google (mais qualidade e quantidade).

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Netflix não mostra ícone de streaming

Concorrência com GO

Problema ao transferir arquivos grandes via FTP