A regra é clara

"A regra é clara" - Coelho, Arnaldo Cezar.

Antes de começar gostaria de deixar claro que esse texto não é sobre futebol (é muito polêmico). Falarei sobre condomínio, portanto, um assunto muito mais brando. Se bem que o texto abaixo pode ser aplicado em praticamente todas as áreas, como você verá.

Tem gente que não dá bola pras regras, que acha que a percepção dele está correta e não o que está escrito. Para não ir longe demais vou dar um exemplo do que ocorre num condomínio (já adianto que não é o meu).

Digamos que esse sujeito more do 30º andar, e tenha dois elevadores (ia chamar de social e o de serviço, mas hoje em dia o pessoal está tão chato que vou chama-los de A e B). No elevador A você não pode andar com animais de estimação e no elevador B você pode. Não sou eu que disse isso, e sim o regimento interno.

Ele vai levar seu pet (é assim que chamam agora? - sou velho, me processem) para passear, e ao fechar a porta do apartamento, percebe que:
1. O elevador A está parado no 30º andar;
2. O elevador B está no térreo.

Com essas informações nosso amigo toma a decisão mais sensata: vou pelo elevador A, pois assim economizo energia - viu só sou um cara legal!?

Esquece nosso amigo, que quando o regimento interno foi escrito e aprovado, ele deveria ser seguido por todos, sem exceções. E sabe porquê não podem haver exceções, porque elas normalmente são interpretativas. O que eu acho não é o que você acha, ou a mulher do 2501 acha. Posso achar conveniente fazer a mudança de madrugada para não prejudicar o uso do elevador para os demais. Viu só como sou bonzinho!? É justamente para isso que existem as regras.

Em tempo: acho isso uma besteira, mas não vou contrariar o regimento interno.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Como aprender a programar

Netflix não mostra ícone de streaming

Google Hacking