Porque eu não gosto de sites de compra coletiva

Sempre desconfiei dos anúncios com 50, 60, 70% de desconto. Sei que algumas empresas são sérias e podem oferecer alguns produtos a um preço baixo como modo de aumentar a sua visibilidade ou coisa parecida.

O problema é que com elas, aparecem as ofertas do tipo:
NEW IPAD! O melhor tablet do mundo, agora com tela de retina!
O que você acha de um Galaxy S3 por R$ 599,00?

E com elas, o descrédito. Como sempre, os bons pagam pelos maus. Além disso, fiz duas compras nesses sites de compras coletivas (não lembro qual, mas era um desses famosos).

A primeira era uma viagem à Buenos Aires com estadia incluída, por uma ninharia, troco de pinga mesmo. Ainda bem que desconfiei e fui ler tudo com calma e atenção. Tinha uma cláusula mais ou menos assim: "Para validar sua compra é necessário passar pessoalmente no escritório da empresa". Detalhe: o escritório era em Goiânia (GO). Um pouco distante de Balnéario Camboriú (SC), não?

Passados alguns meses, resolvi dar mais uma chance. E encontrei uma oferta de um restaurante novo, que todo mundo falava bem, por apenas R$ 35,00, para duas pessoas. Li e reli a oferta diversas vezes, tentando encontrar a pegadinha e como estava tudo certo, resolvi efetuar a compra. Fiz tudo certinho, passei o número do cartão de crédito. E até hoje estou esperando a confirmação e o débito no cartão. Dá a entender  que era uma oferta fake, só para fazer publicidade mesmo.

Por essas e outras, é que não gosto de sites de compras coletiva. Sei que muita gente compra sem problema algum - ótimo, tem mais que aproveitar mesmo. Mas para mim, deu pra bola!

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Como aprender a programar

Netflix não mostra ícone de streaming

Google Hacking